Aline Barros e Fernanda Brum no Faustão

Parte 1

Parte 2

Anúncios

Fernanda Brum e Aline Barros no Faustão

Um marco para a música gospel brasileira: Aline Barros e Fernanda Brum, cantoras exclusivas MK Music, estarão no Domingão do Faustão da TV Globo, neste domingo (27).  Isso mesmo! Pela primeira fez na história da atração, a música gospel terá espaço em um dos programas de auditório de maior importância da televisão brasileira. Fernanda Brum e Aline Barros vão louvar, celebrar e honrar o nome de Jesus Cristo, mostrando a força da música gospel nacional!

Além de assistir ao programa e orar por esse momento, que é um marco para a música gospel brasileira, você pode participar também de outra forma muito especial.

O site do programa está pedindo para que o público envie vídeos para Fernanda e Aline. Pode ser uma declaração, uma música, o importante é enviar. Os melhores serão publicados no Faustube e mostrados para as cantoras nos bastidores do programa.

Fonte Blog: Profetizando as Nações

Sessão Pipoca com UM AMOR PRA RECORDAR dia 06/07

A Sessão Pipoca começa dia 06 de Julho com um dos mais emocionantes filmes feitos para jovens já realizado nos últimos anos. A história, bem simples, mais tocante, promete emocionar aqueles que já assistiram e, principalmente aqueles que não conheceram a história dos dois jovens apaixonados de UM AMOR PRA RECORDAR.

 

Em plenos anos 90, Landon Carter (Shane West) é punido por ter feito uma brincadeira de mal gosto em sua escola. Como punição ele é encarregado de participar de uma peça teatral, que está sendo montada na escola. É quando ele conhece Jamie Sullivan (Mandy Moore), uma jovem estudante de uma escola pobre e filha do pastor da Igreja do bairro. Com o tempo Landon acaba se apaixonando por Jamie que, por razões pessoais, faz de tudo para escapar de seu assédio.

 

 

Venda de Ingressos com direito a Refrigerante + Pipoca com os irmãos RIBAMAR SALLYs e RAFAEL MENESES

Os inquisidores do novo milênio ou A caça as “bruxas”

O termo Inquisição refere-se a várias instituições dedicadas à supressão da heresia no seio da Igreja Católica. A Inquisição foi criada inicialmente para combater o sincretismo entre alguns grupos religiosos, que praticavam a adoração de plantas e animais e utilizavam mancias (…)  O condenado era muitas vezes responsabilizado por uma “crise da fé”, pestes, terremotos, doenças e miséria social, sendo entregue às autoridades do Estado, para que fosse punido. As penas variavam desde confisco de bens e perda de liberdade, até a pena de morte, muitas vezes na fogueira, método que se tornou famoso, embora existissem outras formas de aplicar a pena“.  FONTE: Wikipédia

 

O título acima pode até sugerir algo apocalíptico ou temebroso para a maioria dos leitores deste blog, mas venho através deste, demonstrar todo o desconforto com que, muitas vezes, a Igreja atual vem tratando seus atuantes. Só para ressaltar, quero informar que, quando me refiro a Igreja, estou me referindo as “ovelhas” ao rebanho, aqueles que sim, são a verdadeira igreja, ou seja, seus membros. Segundo, quando me dirijo a atuantes, quero me referir aqueles personagens que fazem a diferença dentro de uma congregação. Àqueles que realmente participam, procuram interagir, e, sim, se preocupam com a Obra do Pai.

Como todos sabemos, há uma enorme diferença entre aqueles que todos os dias vão a Igreja e oram, se derramam, louvam e, ao final de cada culto, vão para casa “cheios da unção”. Falo daqueles que preparam a Igreja para o início do Encontro, que tocam para as pessoas ouvirem, que trazem os palestrantes, que ficam para fechar e limpar o local após as reuniões. Me refiro aqaueles que pensam, que trazem as ideias, que lutam pelo nome do Ministério, que estão sempre se preocupando com o crescimento da obra. E que, muitas das vezes, são condenados, crucificados e massacrados, por aqueles que deveriam apoiá-los.

Jezabel ficou para a história como “Assassina de Profetas” e hoje muitos cristãos estão sendo crucificados por Jezabéis que perambulam dentro da própria Igreja, e se possível fosse, decapitariam os profetas da atualidade, ou, mais violentamente, os queimariam nas fogueiras, como ocorreu com dezenas de milhares de inocentes durante a Inquisição de outras épocas.

Mas por que criticar? Talvez seja, e é, mais fácil, falar e condenar do que agir, demonstrar que pode. Essas pessoas, escandalizadas, que se dizem cristãs e que pregam que só o Senhor Pode Julgar, muitas das vezes, estão alí apenas para apontar o dedo na cara do irmão e dizer: “Não é assim que tem que ser”. Mas nuna diz como deve ser feito.

Para esses pobres de espírito, a Salvação talvez demore mais, pois o Deus verdadeiro, aquele que entregou Seu Filho Amado por nós, muito tem me ensinado… O que mais aprendi, toda vez que tentei entregar para o Senhor o meu dom, o meu talento, a minha vontade de adora-lo, foi que o Inimigo se Levanta. E se levanta de uma forma triste e agonizante: ele vem da própria casa do Pai.

Essas coisas deixam sim o cristão abatido, triste e sem forças de seguir. Mas o Senhor Deus sabe todas as coisas e vê tudo o que acontece. E está do seu lado, do meu lado, do nosso lado. Basta crer e seguir. E para os inquisidores  que apenas sabem criticar e apontar o dedo, que Deus tenha misericóridia deles na hora em que a fogueira deles tiver preparada.

Todas as coisas de Deus

Pra derrubar de vez com a máxima “Tudo o que é de graça não presta” fiquei por horas meditando em uma conversa escutada dentro de um coletivo na ida para casa. De repente, em meio aquela lotação, um senhor de aparência frágil e cansado daquela viagem, dispara: “Rapaz é incrível, mas as melhores coisas do mundo nos são dadas de graça”. Nesse exato momento, o  motorista, interessado no disparate do velho homem, pergunta: “Como assim? O quer dizer com isso?”.

E o homem simples, nos revela aquilo que está a nossos olhos diariamente, em todo o instante, e nós, tão impetuosos em nosso complicado mundo real, sequer percebemos, avaliamos, meditamos e muito menos, agradecemos por tais coisas existirem. É aí que o velho homem começa a disparar as coisas que nos são dadas de graça como: A luz do sol, o brilho da lua, a dança das estrelas, os peixes do mar, a própria imensidão azul do mar, o ar que respiramos e a flor que cheiramos.

Tudo isso me fez ficar, em primeiro lugar, refletindo sobre a Filosofia do Coletivo, mas, de repente, uma terceira pessoa, que alí estava a ouvir, assim como eu, a Filosofica prosa do homem frágil, também entra na conversa e solta: “Mas o senhor esqueceu o mais importante de tudo. E que nos é dado inteiramente de graça, sem nenhuma cobrança: O AMOR!”           Pronto, não me faltava mais nada para refletir, repensar conceitos e aceitar de vez, além de agradecer, por todas as coisas maravilhosas que me são dadas e, na maioria das vezes, passando despercebido, não as admiro, não as contemplo, não agradeço! Não agradeço aquele que me deu tudo isso e em troca o que ele quer? Apenas que eu ame essas coisas, apenas que eu aceite essas coisas, apenas que eu preserve tudo isso.

Todas as coisas nos foram dadas gratuitamente pelo Pai. E muitas das vezes não damos o valor necessário aquilo que nos é dado de graça! E é aí que a máxima deve cair por terra. Deus nos deu a água, a terra e o ar! Deus nos deu o amor e a vontade de amar. Devemos, portanto, agradecer a cada dia por tudo isso que nos foi dado e por tudo isso que para nós é feito! Deus nos ama e nos quer felizes. Por isso todas as coisas de Deus nos foram dadas gratuitamente, e são elas, sim, as melhores coisas que existem nessa vida! Tratemos então de preservá-las e alimentá-las cada vez mais.