A IGREJA ESTÁ DESAPERCEBIDA COM A MENSAGEM DO SENHOR

Cadê o fogo? Onde estão os Glórias e Aleluias? A Igreja perdeu o temor da vinda do Senhor Jesus Cristo? Qual a Palavra que se é dada no início de cada culto?

Essas e outras foram algumas das indagações feitas pelo Co-Pastor Hésio e a Diaconisa Silvia, na noite do último dia 29 de agosto, durante o culto evangelístico. E realmente é isso que temos notado da Igreja nesses dias de aflição. Parece até que os Ministérios passaram a ficar acomodados com a demora na vinda de Jesus e desacreditados, passaram a não clamar mais por seu nome e muito menos a bendizer o Santo dos Santos.

Mas, Eis que estou a porta e bato. Eis que como o ladrão virá e eis que as noivas estejam preparadas para a vinda do noive, do contrário perderão suas bençãos. A Igreja do Senhor, nesses anos de aflição, necessita de um novo avivamento. Precisa buscar cada vez mais e clamar o santo nome do Senhor, para que não perca a hora e fique, desesperado e desconhecida para o Filho do Homem.

Precisamos cada vez mais, nos unirmos para bendizermos e adorar aquele que é o único digno de toda honra e toda glória: Jesus Cristo. Acorde Igreja e adore o nome do Senhor, pois a qualquer momento o teu arrebatamento poderá acontecer.

ATÉ AQUI NOS AJUDOU O SENHOR

Morre Pastor Nelson Zanirato do VOZ DA VERDADE

NOTA DO SITE DO GRUPO VOZ DA VERDADE

Pr Nelson Zanirato, apresentador oficial da banda Voz da Verdade nos shows de lançamentos dos cds, faleceu no domingo, dia 29/8, devido a uma úlcera perfurada. Estava muito fragilizado e tinha diabetes.

Devido sua idade avançada, 82 anos, e seu estado de saúde debilitado, não foi possível submetê-lo a uma cirurgia de emergência. Foi internado no sábado e não resistiu. Deixou 2 filhos: a cantora Liliani e o ex-baterista da banda, Luciano.

Há cinco meses ele saiu do hospital, somente, por um milagre do Senhor. Deus lhe concedeu mais alguns meses de vida para estar perto dos seus filhos.

Pr Nelson acompanhou a banda desde o seu início e foi uma pessoa indispensável ao Ministério Voz da Verdade.

Um verdadeiro homem de Deus, um homem honesto, de caráter invejável, íntegro.
Um homem forte, um verdadeiro cristão. Enfrentou a morte precoce de sua esposa Cleusa e de seus dois filhos: Leonel e Leandro. Não foi fácil enterrá-los e enfrentar a vida sem eles.

Na época em que o Pr Fued Moyses mais precisou de uma força, Pr Nelson não mediu esforços e estendeu a sua mão.

No enterro da Lilian, há quatro semanas, ele pediu ao Pr Carlos que, no seu velório, cantasse o hino “Lá verei meu pai, lá verei minha mãe…”

Ele já estava pressentindo seu encontro com o Mestre Jesus.

Pr Nelson cumpriu seu ministério aqui na Terra, deixando muita saudade.

Sua última apresentação com a banda foi no lançamento do dvd Chuva de Sangue, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, em dezembro de 2009. Vamos sentir falta daquela voz que apresentava o conjunto : “E AGORA COM VOCÊS…O CONJUNTO VOZ DA VERDADE”!

Adeus Pr Nelson Zanirato, você combateu o bom combate e guardou a fé.


Os milagres de DEUS – Guia brasileiro chega a São Paulo

Ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em Cumbica, na região metropolitana de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (27), o guia turístico brasileiro detido no Cairo, capital do Egito, disse que teve medo de ser torturado. Ele foi deportado para o Brasil na quinta-feira (26). Dagnaldo Pinheiro Gomes foi detido depois de ser acusado de promover atividades religiosas.

“Tive medo de sair dali e ir para um lugar de tortura. Estava com prisioneiros que já tinham sido torturados. Eles sempre falavam: você pode ser torturado se a sua embaixada não lhe encontrar rápido“, afirmou Dagnaldo.

Ele disse que comia uma vez por dia, mas negou ter sido vítima de maus tratos. “Tinha direito a um pouco de comida uma vez por dia. Às vezes pedia água e eles não me davam, mas isso eu até entendo porque esse é o mês de jejum deles“, declarou referindo-se ao Ramadã.

Dagnaldo afirmou ainda que o material religioso que foi encontrado no seu carro estava em árabe. Porém, ele negou que fazia promoção de sua religião, o que é proibido no Egito. “No meu carro tinha um material cristão. Essa foi a acusação [para me prender]. É um material que qualquer cristão pode ter“, disse o guia, que morou por mais de sete anos no país. Ele foi informado por autoridades locais de que ele não pode voltar ao Egito.

Na terça-feira (24), o Itamaraty informou que o brasileiro havia sido detido com outras duas brasileiras, que já foram liberadas.

ENTENDA O CASO

Fonte/autor: www.portasabertas.org.br

Os milagres de Deus – bebê ressuscita após abraço de mãe

Que o toque e o cheiro da mãe são importantes para o bebê não é novidade. Mas podem ser mais poderosos do que você imagina. Uma mãe australiana contou como o toque trouxe seu bebê de volta à vida. Os médicos falaram que Jamie Ogg não tinha nenhuma chance de sobrevivência quando ele nasceu prematuro de 27 semanas, pesando apenas 900 gramas. Enquanto sua irmã gêmea, Emily, conseguiu sobreviver, Jamie lutou por vinte minutos, mas foi declarado morto pelos médicos. Eles o entregaram à mãe Kate para que ela e o pai David se despedissem.

Quando recebeu a notícia que seu filho não tinha sobrevivido, Kate desenrolou Jamie do cobertor, colocou perto de seu peito e começou a conversar com ele. “Ele era muito mole. Seus pequenos braços e pernas estavam apenas caindo fora de seu corpo. Dissemos a ele qual era seu nome e que tinha uma irmã”, disse. Depois de duas horas de conversar com o filho, tocá-lo e acariciá-lo, ele começou a mostrar sinais de vida. Em seguida, após sua mãe colocar um pouco de leite materno no dedo e dar a ele, o bebê começou a respirar.

Kate tem certeza de que o contato “pele-a-pele” no seu caso foi vital para salvar seu filho doente. O método conhecido por ‘mãe canguru’, que também é aplicado em hospitais brasileiros, supõe que as mães se tornem incubadoras humanas, mantendo o bebê aquecido. Sabe-se que os bebês de baixo peso que são tratados desta maneira possuem menores taxas de infecção, padrões de sono melhor e menor risco de hipotermia. Mas casos como o de Kate desafiam a ciência.

OS MÉDICOS TIVERAM QUE ADMITIR O MILAGRE