Humildade, Orgulho ou egoismo?

Texto André Valadão

do Blog Andrevaladao

Você pode resolver os problemas da humanidade? Você pode dizer sim a todos os desafios a sua frente? Você pode resolver todos os problemas da sua família, e quanto mais da igreja que vc frequenta? E então do vizinho, do cachorro, do gato… Bem… é sobre isso que quero compartilhar com você, algo que tem ardido em meu coração.

Ser humilde é saber suas limitações, é entender que não somos super humanos, capazes de vencer tudo o tempo todo. Acertar sempre no centro do alvo é impossível e improvável, e muitos com discurso de humildade tem tido o orgulho de acharem que podem fazer tudo e vencer sempre.

Me surpreendo com pastores, líderes, empresários que querem fazer de tudo, cantar, pregar, administrar, serem bons pais, bem sucedidos e ainda por cima saudáveis… IMPOSSÍVEL! Precisamos cair na real e entender as nossas limitações, compreender que tudo o que fazemos na vida deve estar ligado diretamente ao talento que Deus colocou em nossas mãos para multiplicarmos.

Orgulho é se achar humilde e “servo” o suficiente para fazer tudo! Como já conheci pessoas que tinham um bom negócio e viviam bem financeiramente dele e por começarem a se achar mais e mais abriram outros negócios e até o que tinham perderam em função de não conseguirem administrar os “novos negócios” que na verdade nunca deveriam ter começado.
Creio que envelhecemos e adoecemos precocimente por muitas vezes dizermos “sim” para tudo, nos colocarmos com “orgulho” na posição de “servos” sendo que nem deveríamos estar ali, deveríamos na verdade estar centrados no chamado de Deus para nós.

Quantos líderes tenho conhecido no Brasil que acham bonito sofrerem problemas graves de saúde, de família e até dívidas impagáveis e que colocam no diabo a culpa, colocam na “denominação” o peso, e eles não, eles são humildes, “sofrem por causa da fé”. Que tristeza! Tenho orado para não cair nessa “armadilha ministerial”, tenho buscado a Deus e pedido para ter meus olhos abertos para não ter “orgulho” da minha “humildade” em querer servir sendo que para determinada função eu não “sirvo”.
Fazer o que você não foi chamado é ter que dar conta com a sua própria força daquilo que não é teu e que um dia poderá ser tirado de você. Fazer o que Deus colocou como um chamado em tua vida é florescer debaixo da graça do Senhor e devolver a Ele os frutos da semente que te foi dado.

Não soframos por querermos ser o “Cristo” do mundo, sejamos sim humildes o suficiente para darmos honra a outros e vermos em cada um de nós a honra de cumprirmos o nosso papel como corpo de Cristo.

Escrevo com amor e com dor, que Deus tenha misericórdia de nós e que a verdadeira humildade faça parte da nossa vida.

AV.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s