Missionários mortos pelos Talibãs no Afeganistão

“Cinco homens, todos norte-americanos, e três mulheres (uma norte-americana, uma alemã e uma britânica) foram mortos”, declarou Dirk Frans, director executivo da International Assistance Mission (IAM), organização humanitária cristã para a qual estes clínicos gerais, oftalmologistas e enfermeiros trabalhavam.

Os talibãs, que lutam contra o Governo de Cabul e a presença estrangeira no Afeganistão, reivindicaram o ataque, afirmando que os trabalhadores humanitários eram, na realidade, “missionários cristãos” que transportavam bíblias.

A IAM, uma das mais antigas organizações não-governamentais implantadas no Afeganistão, afirma fornecer cuidados oftalmológicos em centros que gere em Cabul, Herat e Kandahar.

Os corpos foram encontrados sexta-feira na província montanhosa do Badakhshan, no Nordeste do país.

Segundo o chefe da polícia provincial, Aqa Noor Kintoz, a equipa, que incluía oito estrangeiros e pelo menos três afegãos, viajava do Badakhshan para o Nuristan, província fronteiriça do Paquistão onde o poder dos talibãs é forte.

O grupo tinha passado vários dias na região, de acordo com o relato de Saifullah, um afegão sobrevivente ao ataque.

“No último dia, um grupo de homens armados chegou, alinhou-os e abateu-os. Eles roubaram os seus haveres e o seu dinheiro”, disse Aqa Noor Kintoz citando o testemunho de Saifullah.

O chefe da polícia provincial tinha inicialmente anunciado a descoberta dos corpos de “seis alemães, dois norte-americanos e dois afegãos”.

Saifullah terá sido poupado porque, segundo contou, recitou versículos do Corão no momento em que se preparavam para executá-lo, os atacantes aperceberam-se de que ele era muçulmano e libertaram-no no Nuristan.

Os corpos foram encontrados no distrito de Kuran wa Minjan, a um dia de viagem de Faizabad, capital da província do Badakhshan.

Numa chamada feita para a agência France Presse, os talibãs afirmaram ter morto “nove missionários cristãos”.

“Eles estavam perdidos. Quando a nossa patrulha os encontrou, eles tentaram fugir e foram mortos”, declarou Zabihullah Mujahid, um porta-voz habitual dos talibãs que falava por telefone a partir de localização desconhecida.

“Eles eram dez, nove dos quais estrangeiros. Cinco dos estrangeiros eram homens e havia quatro mulheres. O último era um afegão”, acrescentou Mujahid.

“Transportavam bíblias, mapas, sistemas GPRS. Estavam a mapear as posições dos combatentes” talibãs, afirmou o porta-voz.

Em Agosto de 2008, quatro trabalhadores humanitários, entre os quais uma canadiana, uma anglo-canadiana e uma norte-americana, da ONG International Rescue Committee, foram mortos numa emboscada na província de Logar, a menos de 50 quilómetros a sul de Cabul.

Com informações do portal JORNAL de NOTÍCIAS

COMENTE ESSA NOTÍCIA!!!

Anúncios

Autor: Miguel Martins

contato, sugestões, críticas: miguelmartins27@gmail.com

5 comentários em “Missionários mortos pelos Talibãs no Afeganistão”

  1. É lamentável esse acontecimento, pessoas a serviço de Deus mortos por homens de grupos radicais, que só se apressam por fazer a guerra. Deus cossolará seus familiares e fortalescerá a todos, Ele é poderoso para isso e muito mais!

  2. NÃO TENHO MINHA VIDA POR PRECIOSA… ESTA FRASE DO APÓSTOLO É FORTE, QUE MAIS E MAIS MISSIONÁRIOS SE DISPERTEM EM NOSSA VASTA TERRA DE MISSIONÁRIOS CHAMADA BRASIL; QUE ESTE VENTRE VENHA MAIS E MAIS A DAR PARA O MUNDO MISSIONÁRIOS DE DEUS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s