“A inveja mata, a inveja destróis”

Inveja: Sentimento de rancor e ciúme em direção a outros por causa de seus bens ou boas qualidades. (dib)

A inveja é amarga

Mas, se tendes amarga inveja e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. – essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica.
Tiago 3. 14,15 (arc)

A amarga inveja e o sentimento faccioso são inspirados pelo diabo. É fácil sermos atraídos por desejos errados devido às pressões da sociedade, e, às vezes, até mesmo devido a cristãos bem intencionados. Se não forem bem entendidos e trabalhados, conselhos como “Faça valer os seus direitos”, “Persiga seus objetivos”, “Fixe metas elevadas”, podem nos levar à cobiça e à competitividade destrutiva. Buscar a sabedoria de Deus nos livra da necessidade de nos compararmos aos outros e de cobiçarmos aquilo que eles têm. (beap)

A inveja é um monstro

Comportemo-nos com decência, como quem age à luz do dia, não em orgias e bebedeiras, não em imoralidade sexual e depravação, não em desavença e inveja.
Romanos 13.13 (nvi)

Essa emoção, que algumas traduções traduzem por “invejas”, sempre será destrutiva, e, na linguagem simbólica moderna tem sido mui acertadamente caracterizada como um “monstro”. Pode ocorrer entre duas pessoas particulares, ou pode assumir um caráter “público”, quando ocorrem as “divisões” ou facções dentro de uma igreja ou dentro de uma sociedade qualquer. (nti)

A inveja destrói

O ressentimento mata o insensato, e a inveja destrói o tolo.
Jó 5. 2 (nvi)

Evite ressentimento, recusa de perdão e inveja. Creia que estas atitudes são destrutivas para você. (bep)

Não se contamine com a inveja
Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, – os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. – todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem.
Marcos 7. 21-23 (arc)

O pecado começa a ser concebido com um simples pensamento. Permitir que nossa mente acolha cobiça, inveja ódio ou vingança nos levará a pecar. Não se contamine focalizando o pecado; antes, siga o conselho de Paulo em Filipenses 4.8: pense apenas no que é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável e em tudo o que é de boa fama. (beap)

Não tenha inveja dos ímpios

Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.
Salmos 37. 1 (arc)

Jamais devemos invejar os ímpios, embora alguns deles possam ser extremamente populares ou excessivamente ricos. Não importa quanto tenham, definharão como a relva e murcharão como a erva verde. Aqueles que seguem a Deus não vivem como os ímpios, por isso, herdarão tesouros no céu. O que um incrédulo adquire na terra pode durar toda a vida dele aqui, mas o que você alcança seguindo a Deus durará para sempre. (beap)

Não tenha inveja do sucesso dos outros

E, no sábado seguinte, ajuntou-se quase toda a cidade a ouvir a Palavra de Deus. – Então, os judeus, vendo a multidão, encheram-se de inveja e, blasfemando, contradiziam o que Paulo dizia.
Atos 13. 44,45 (arc)

Os líderes judeus indubitavelmente trouxeram à tona argumentos teológicos contra Paulo e Barnabé, mas Lucas nos contou qual era a verdadeira razão da hostilidade dos judeus: a inveja. Quando vemos outros alcançando o sucesso, e não o alcançamos nem recebemos o reconhecimento que almejamos, é difícil nos regozijarmos com eles. A inveja é nossa reação natural. Mas como é trágico quando nossos sentimentos de inveja tentam nos impedir de fazer a obra de Deus. Se a obra é de Deus, regozije-se; não importa quem a esteja fazendo. (beap)

Não cobice, não inveje

Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.
Gálatas 5.26 (arc)

Todos nós precisamos de uma certa dose de aprovação dos outros. Mas aqueles que se distanciam de seu caminho, a fim de assegurar honras ou alcançar a popularidade perante os outros, tornam-se convencidos e mostram que não estão obedecendo à orientação do Espírito Santo. Aqueles que procuram a aprovação de Deus não precisam invejar ninguém, porque somos seus filhos e temos o Espírito Santo como a amorosa garantia dessa aprovação. (beap)

Conclusão:

A inveja é uma das maiores demonstrações de mesquinharia humana, causada pela queda no pecado. Os invejosos chegam a fazer campanhas de perseguição contra suas vítimas, as quais, na maioria das vezes, não têm qualquer culpa por haverem despertado tal sentimento nos invejosos. Geralmente os mal-sucedidos têm inveja dos bem-sucedidos. Essa é uma tentativa distorcida para compensar pelo fracasso, glorificando ao próprio “eu” e procurando enxovalhar a pessoa invejada. Está baseada, portanto, na mais pura carnalidade. Muitas vítimas da inveja já descobriram que a melhor maneira de evitar o invejoso é fugir dele. Uma pessoa bem-sucedida não pode abandonar o seu sucesso, somente para satisfazer o invejoso, tornando-se um fracassado como ele. (ati)

Bibliografia utilizada:
Bíblia – Almeida Revista Corrigida (arc)
Bíblia – Nova Versão Internacional (nvi)
Bíblia – de Estudo Aplicação Pessoal (beap)
Bíblia – de Estudo Plenitude (bep)
Novo Testamento Interpretado (nti)
Antigo Testamento Interpretado (ati)
Dicionário Bíblico Ilustrado (dib)

 

FONTE: MUH – Mensageiros da Último Hora AD

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s