O bispo, o pastor, a cantora e a falha do jornalismo

Nota da Moderação do Blog

Nenhuma outra reportagem causou tanto alvoroço no mundo pentecostal como a que foi apresentada no último domingo na TV Record. Muitos foram as reclamações feitas por internautas, pastores evangélicos em todo o País e nas redes sociais. O noticioso da Record ficou entre os temas mais comentados do mricoblog Twitter, com a hashtag “vergonharecord”.

Mas o que mais me preocupa em tudo isso que aconteceu foi a falta de jornalismo naquilo a que a reportagem poderia ter proposto a fazer. Primeiro, foram quase 40 minutos de puro deboche e sensacionalismo contra os pentecostais em todo o País; e segundo porque o que mais faltou ali foi imparcialidade e serviço para a população. Em um claro desrespeito aos cultos de milhões de pessoas em todo o mundo, assim como um verdadeiro desserviço para a população, o bispo Edir Macêdo, da Igreja Universal do Reino de Deus, mostra seus dentes e tenta menosprezar aqueles a quem lá atrás lhes deram a mão.

É lamentar que as igrejas que se dizem de Cristo passem a se degladiarem dessa maneira, colocando em risco o culto ao Senhor Jesus, que têm mais de 2 mil anos de existência. Voltando ao tema falta de jornalismo, parcialidade e sensacionalismo, senti falta de um contraponto na “bendita reportagem”. Como é que você passa 40 minutos de um tema, sem que aquilo seja de interesse para o País e não coloca a versão daqueles  a quem estar a julgar? Até mesmo um criminoso, quando está sendo acusado de algo tem direito a defesa.

A briga de bastidores de Edir Macêdo, Ana Paula Valadão, Silas Malafaia, Record e Globo está colocando em xeque a crença de milhões e milhões de pessoas. E o que faremos? Ficaremos calados diante de tudo o que está acontecendo? Isso que aconteceu no domingo passado, serviu apenas para demonstrar o quanto estamos fragilizados e necessitados de um renovo espiritual.

Aqueles que se dizem líderes vindo em nome de Jesus, estão se mostrando verdadeiros lobos em pelo de cordeiro, prontos para que, na primeira oportunidade, dizimar, por vez, uma raça de justos. Quantas pessoas não devem ter ficado cada vez mais em dúvida com a reportagem apresentada pelo Domingo Espetacular? Quantas almas não foram mortas naquele dia? Quantos ministérios se sentiram abalados com tudo o que estava a se mostrar?

Os justos do Senhor não devem se escandalizar diante o que este mundo está a nos oferecer dia e noite. Porque já sabíamos que mais cedo ou mais tarde algo deste tipo iria acontecer. Conversando com colegas da Universal, eles me disseram que, realmente, tudo o que se passou é realidade e que o derramamento no Espírito Santo seria uma fraude. Pobres de espíritos são estes que estão cegos com uma liderança que a cada culto enche os cofres de seus bancos pessoais e não mais pisam no chão, porque já se sentem santos.

Outro dia em debate com um companheiro do trabalho ele soltou a seguinte frase: “Enquanto os evangélicos ficam se matando, a Igreja Católica está rindo a toa vendo tudo de longe”. Seria cômico se não fosse trágico, mas esta é a realidade atual. E o que acontecerá daqui pra frente? Talvez estas crenças acabem sendo prejudicadas por si mesmas e, no futuro mais adiante, sejam esquecidas pelos povos, assim como já vemos nos noticiários, onde aqueles que creem em Cristo não mais se interessam por religião. É a realidade do momento. E o lamento presente.

SomLivre

Ana Paula Valadão e o Diante do Trono, grupo que a cantora lidera, são junto com alguns padres católicos os artistas que mais vendem dentro do braço gospel da gravadora Som Livre, empresa do Grupo Globo que é a principal rival e alvo da grande maioria dos ataques da Record e do Bispo Macedo.

Além disso, a matéria do Esporte Espetacular foi exibida dias antes do programa “Troféu Promessas” da Globo onde Ana Paula Valadão será um dos principais nomes da noite já que com o Diante do Trono foi indicada a cinco categorias pelo recente álbum “Sol de Justiça”, também distribuido pela Som Livre.

O site IG ainda afirma que segundo fontes dentro da emissora de Edir Macedo, os ataques por parte do Bispo e da Record contra as igrejas pentecostais não devem parar.

Profissionais de jornalismo também contra

O conceituado jornalista James Akel, famoso por estar nos bastidores da TV brasileira a décadas, se mostrou indignado com o ataque do Bispo Edir Macedo e também falou sobre os motivos para que a cantora Ana Paula Valadão também seja listada como um dos pivôs da realização da polêmica matéria.

Em seu blog o jornalista do O Estado de São Paulo falou que a atitude é “inaceitável se estivéssemos falando de jornalismo” e classificou a reportagem como “agressão”, além de destacar que a reportagem não pode ser taxada como imparcial “pois o dono da emissora, Edir Macedo, já fez tais declarações contra a cantora”, afirma.

Abaixo você confere na integra um dos dois textos de repúdio que o jornalista publicou:

Usar-se o melhor programa da Record, Domingo Espetacular, para atacar uma cantora gospel, seria inaceitável se estivéssemos falando de jornalismo.

Mas parece que estamos falando de briga entre igrejas onde uma decidiu atacar frontalmente a outra usando sua arma mais potente que é o maior ibope da Record no Domingo Espetacular.

E o motivo de se atacar uma cantora gospel por algo que ela faz, que seria uma forma diferente de demonstrar sua religião, nos deixa mais estarrecidos por ver que o grande mal cometido pela cantora foi ter seu selo da Globo na capa de seus discos.

Usar o maior ibope da emissora para atacar alguém era comum nos anos 60 da TV Tupi, quando o dono Chateaubriand chantageava milionários para comprar obras de arte para o MASP e atacava ferozmente na TV os que não lhe dessem o dinheiro necessário para as compras, mas até interrompia programação para elogiar os que dessem o dinheiro.

Ou, no sentido inverso, me lembra a Globo que nunca descobria onde era o Araguaia de massacres militares por estar sob o manto financeiro da ditadura militar.

E vemos agora uma Record, que sempre atacou a Globo por seu modo de agir imperialista, tentar usar as mesmas técnicas para agredir uma simples cantora.

É uma agressão, sim, pois o dono da emissora, Edir Macedo, já fez tais declarações contra a cantora.

Dizer que é apenas uma reportagem seria imparcial se o dono não se tivesse declarado antes.

Tem muito mais.

A cúpula da Igreja Universal teria detectado na cantora um grande ídolo futuro de novo polo religioso, fora dos domínios da Igreja de Edir.
O melhor, segundo a cúpula, seria desqualificar no ar, para o Brasil, a tal cantora, evitando mais fuga de fiéis da Igreja, que está preocupadíssima com isto.

A estratégia de Edir Macedo mostra-se a cada dia mais ineficaz.

E seu comando mostra que está no caminho errado.

As consequências disto são as reduções na arrecadação da Igreja e a baixa no ibope da única coisa que dá ibope de primeira na Record que é o jornalismo.

Em toda emissora jornalismo representa a credibilidade da emissora.

Quando o jornalismo tem ibope alto, a credibilidade é alta.

Quando tem ibope baixo, a credibilidade é baixa.

Vamos dizer que falta estratégia de marketing da Igreja e também da emissora.

Vejam que coisa engraçada e vão dizer que uma coisa nada tem a ver com a outra.

O declínio da TV Record começou exatamente, e coincidentemente, quando Honorilton Gonçalves decidiu demitir todo mundo da rádio e literalmente acabou com a imagem que ainda restava, antiga, da rádio Record.

Os espertos que acham que entendem de televisão na Record, vão dizer que uma coisa nada tem a ver com a outra.

Mas os que silenciam na Record e entendem de metafísica, saberão do que estou falando.

Silas Malafaia dá o troco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s